.

.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Detentos possuíam celulares com internet em Iguatu


Vinte e oito telefones celulares, cachaça e arma perfurante de fabricação artesanal, dezenas de baterias, carregadores, chips de diversas operadoras, maconha e mais de cem comprimidos psicotrópicos. Tudo isso foi encontrado em celas da Cadeia Pública de Iguatu.

A apreensão do material foi feita por policiais militares e agentes prisionais e foi considerada a maior já realizada na unidade prisional.

Cerca de 30 policiais militares e dez agentes prisionais participaram da ação, na tarde desta sexta-feira (21).
Os detentos usavam a rede social Facebook para fazerem postagem de fotos e interagirem com o mundo fora do presídio.

O capitão Oliveira, do 10º Batalhão de Polícia Militar, disse que ficou surpreso com a quantidade de material no interior das celas e a facilidade de uso pelos detentos. “A apreensão é uma vitória da Polícia e da sociedade iguatuense”, disse.

O Comandante do Ronda do Quarteirão, tenente Arquênio, revelou que a operação foi desencadeada após denúncia de internautas.


Nas redes sociais, eram exibidas fotos de um detento fazendo uso de maconha dentro de uma das celas do presídio e aparecem também presos esnobando posições de armas. De acordo com a Polícia, os detentos acessavam a internet através da rede 3G da telefonia móvel. O diretor da Cadeia não foi localizado para prestar esclarecimentos.

Fonte: Cnews

0 comentários:

Postar um comentário

O Caderno Popular agradece sua valiosa opinião.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Receba as notícias do Caderno Popular no seu e-mail